Última hora

Última hora

Morreu o antigo primeiro-ministro da Holanda Wim Kok (1938-2018)

Em leitura:

Morreu o antigo primeiro-ministro da Holanda Wim Kok (1938-2018)

Discurso perante a assembleia da ONU em setembro de 2000
@ Copyright :
REUTERS/Ray Stubblebine/Arquivo
Tamanho do texto Aa Aa

Morreu o antigo primeiro ministro da Holanda, Wim Kok.

Sindicalista e social-democrata filiado no Partido Trabalhista (PvdA, na sigla original), liderou dois executivos centristas entre 1994 e 2002, um período de bonança na política holandesa.

Antes tinha sido presidente da Federação de Sindicatos e ministro das Finanças da Holanda na altura da queda do Muro de Berlim.

Ficou famoso pelas políticas liberais e também pela renúncia ao governo após um relatório ter denunciado a complacência dos capacetes azuis holandeses no massacre de Srebrenica, na guerra das antigas repúblicas da Jugoslávia.

Wim Kok estava doente há algum tempo. Morreu num hospital de Amesterdão vítima de insuficiência cardiaca. Tinha 80 anos.

O presidente da Comissão Europeia emitiu um comunicado de pesar pelo desaparecimento do influente político holandês, um "amigo próximo", sublinhou Jean-Claude Juncker.

"Wim Kok foi um extraordinrio e hábil homem de Estado. Através da sua longa carreira política concretizou importantes reformas sociais e foi um devoto europeu que lutou pela igualdade e pelos direitos civis de uma forma admirável. Como primeiro-ministro, trabalhámos juntos no lançamento da moeda única, o euro, e por uma Europa mais social", enalteceu Juncker.