Última hora

Última hora

Surf: Ítalo Ferreira vence em Peniche e fica mais forte para o mundial

Em leitura:

Surf: Ítalo Ferreira vence em Peniche e fica mais forte para o mundial

Surf: Ítalo Ferreira vence em Peniche e fica mais forte para o mundial
Tamanho do texto Aa Aa

O surfista brasileiro Ítalo Ferreira venceu neste sábado pela primeira vez o Meo Rip Curl Pro Portugal, 10.ª e penúltima etapa do circuito mundial de surf, ao triunfar na final diante do francês Joan Duru.

Depois de eliminar nas meias-finais o compatriota e líder do ranking, Gabriel Medina, o actual quarto classificado do circuito não deu hipóteses ao francês, amealhando 15,93 pontos (7,43 e 8,5), suficientes para superar os 10,77 (7 e 3,77) de Duro, que iniciou a prova no 23.º lugar do circuito.

Este foi o terceiro triunfo da carreira de Ítalo Ferreira, depois das conquistas, já este ano, no Rip Curl Bells Beach, na Austrália, e no Corona Bali Protected, na Indonésia.

O brasileiro tinha como melhor resultado na praia de Supertubos, em Peniche, o segundo lugar alcançado em 2015, quando foi derrotado na final pelo compatriota Filipe Toledo.

Com a eliminação de Gabriel Medina nas meias-finais da prova portuguesa, ficaram adiadas as contas em relação ao título de campeão do mundo, que será decidido na última etapa do circuito mundial, no Havai.

O líder do ranking necessitava de vencer a etapa de Peniche para voltar a conquistar o título que ergueu em 2014, mas foi eliminado pelo compatriota, numa bateria bastante equilibrada.

Gabriel Medina amealhou 14,73 pontos (6,83 e 7,90), mas Ítalo Ferreira fez a melhor manobra da competição já perto do fim da bateria, contabilizando um total de 16,47 (7,17 e 9,30), que lhe valeu a presença na final.

Ao terminar a 10.ª e penúltima etapa do circuito mundial no terceiro lugar, Medina, que tinha vencido a prova lusa em 2017, permanece na liderança do ranking e parte para o Havai como principal candidato ao triunfo final do Billabong Pipe Masters, a disputar entre 8 e 20 de Dezembro, em Oahu.