Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Bolsas asiáticas no vermelho afetam Europa

Bolsas asiáticas no vermelho afetam Europa
Tamanho do texto Aa Aa

As bolsas asiáticas acordaram, esta quinta-feira, no vermelho, arrastadas pelo desempenho de Wall Street e em consequência do braço-de-ferro comercial entre os Estados Unidos e a China.

No Japão, as perdas do índice Nikkei atingiram os 3,3%, para um período de seis meses, Hong-Kong caiu 2,2%. Uma tendência seguida pelas ações na Coreia do Sul, que afundaram 3%, para o valor mais baixo desde janeiro de 2017, e na Austrália, onde atingiram a maior baixa em um ano

Para Janet Johnston, analista de mercados, a evolução era expectável. "Isto parece-nos muito mais uma correção do que o início de um mercado em baixa. Estivemos perante muita exaustão em termos de venda", afirma.

Os analistas espera que a correção venha a afetar os mercados europeus, com perdas a nível mundial. Esta quinta-feira de manhã, em liquidação global, as bolsas europeias já registaram uma quebra.