Última hora

Última hora

Macau: A nova pérola do Turismo

Em leitura:

Macau: A nova pérola do Turismo

Macau: A nova pérola do Turismo
Tamanho do texto Aa Aa

Macau. A antiga colónia portuguesa - agora uma Região Administrativa Especial da China - fica a oeste da foz do rio das Pérolas. Vista como uma ponte entre o Oriente e o Ocidente, Macau está sempre em movimento - atraindo turistas de dia… e de noite.

“O turismo é um grande negócio em Macau. Milhões de pessoas vêm até aqui todos os anos para desfrutar de uma rica mistura de entretenimento e herança cultural. Um cenário perfeito para o Fórum de Economia de Turismo Global, um evento que chegou aqui recentemente”, explica o jornalista da euronews, Damon Embling.

A sétima edição - com a participação de especialistas do setor - realizada na China, celebra uma nova era no comércio. Pequim uniu-se à UE para impulsionar o número de turistas e investimentos de ambos os lados.

“A própria UE e a China, respetivamente, são as duas maiores regiões em termos do número de viagens, assim como da capacidade de receber turistas. Ambas as regiões passaram por um robusto período de construção das suas fortes relações. Vejo que, de fato, o crescimento vai continuar”, explica o Vice-Presidente e Secretário-Geral do Fórum de Economia de Turismo Global, Pansy Ho.

A União Europeia foi um parceiro oficial do último Fórum e 2018 assinala o Ano do Turismo entre UE-China.

“Estamos muito satisfeitos em permitir que cada vez mais turistas chineses explorem a Europa. Gostaríamos que também seja uma forma de ajudar mais europeus a aprender mais sobre o estilo de vida chinês, para que venham conhecer a China", acrescenta Pansy Ho.

Segundo o Conselheiro Especial da Comissão Europeia, Eric Philippart, “a UE está a negociar as ligações aéreas e a facilitar vistos. Agora, os turistas querem ter uma viagem rápida. Querem ter acesso direto ao seu destino. Estão cada vez mais impacientes com a burocracia. Estamos a trabalhar nesses aspetos de ambos os lados.”

Tudo isto a acontecer ao mesmo tempo que as novas tecnologias estão presentes na indústria do turismo. Uma feira de realidade virtual está em exposição no fórum. Financiada pela UE, os visitantes podem obter informações sobre os destinos - sem sair do escritório.

“Em vez de irem a uma feira física, acedem através de ambiente virtual, totalmente imersos em 3D. Encontram todas as informações sobre as rotas que estão à procura, podem interagir uns com os outros e é algo inédito”, explica Ivan Hiel da 2Advice.

Macau pretende obter uma fatia maior do mercado europeu. Para além dos animados locais noturnos, possui um centro histórico que está na lista do Património Mundial da UNESCO, mas Macau também se concentra no futuro.

Com 40 quilómetros de extensão existe uma ponte e túnel que é a maior travessia marítima do mundo. Liga Macau a Hong Kong e o oeste do Rio das Pérolas. A recente inauguração, pelo presidente da China, foi vista de perto pelo fórum de turismo.

“A ponte é uma infraestrutura muito importante porque aumenta a conectividade. E também olhamos para a ponte como sendo uma atração turística por si só. Mas no futuro, ainda há muitas coisas para chegar em termos de melhorias dos transportes, como os metros de superfície. E também existem mais hotéis em construção", conclui a diretora do Gabinete de Turismo do Governo de Macau, Maria Helena de Senna Fernandes.

Enquanto a China se dirige rumo ao futuro, a UE está prestes a tornar-se num parceiro cada vez mais importante - principalmente no turismo - ao fortalecer os laços económicos que remontam à antiga Rota da Seda.

Imagens de drone: cortesia do Gabinete de Comunicação da Região Administrativa Especial de Macau.

Mais sobre focus