Última hora

Última hora

Trump adverte os migrantes: "voltem para trás"

Em leitura:

Trump adverte os migrantes: "voltem para trás"

Trump adverte os migrantes: "voltem para trás"
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump eleva o tom do discurso contra os migrantes que viajam em caravana atravessando o México e que tentam entrar em território norte-americano. O Presidente dos Estados Unidos deixa o aviso: diz que estas pessoas devem tentar entrar no país pela via legal ou "voltar para trás".

"Neste exato momento, grandes caravanas de migrantes, bem organizadas dirigem-se para a nossa fronteira sul. Algumas pessoas chamam a isto uma invasão. É como se fosse uma invasão. Invadiram violentamente a fronteira mexicana. Toda a gente viu isso há dois dias" - disse Trump.

A caravana de migrantes continuou rumo a norte através do México. Num discurso aos jornalistas, Trump disse que nenhum país deveria permitir a invasão das suas fronteiras e advertiu que os migrantes podem vir a a encarar um contingente de 15 mil soldados.

Atacou os democratas - culpando-os por falhas na política de imigração e fez alegações repetidas que os imigrantes ilegais são responsáveis pelos problemas relacionados com a droga nos Estados Unidos.

"É um tremendo problema - as drogas que entram e destroem a nossa juventude. E estão a destruir a estrutura do nosso país. Nunca houve um problema de droga como o que temos hoje. E como disse, grande parte deste problema vem das fronteiras do sul", acrescentou Donald Trump.

Um discurso que acontece a apenas alguns dias das eleições intercalares de 6 de novembro. Na campanha presidencial de 2016, Trump enfatizou fortemente a questão da imigração e o controlo das fronteiras.