Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Trump adverte os migrantes: "voltem para trás"

Trump adverte os migrantes: "voltem para trás"
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump eleva o tom do discurso contra os migrantes que viajam em caravana atravessando o México e que tentam entrar em território norte-americano. O Presidente dos Estados Unidos deixa o aviso: diz que estas pessoas devem tentar entrar no país pela via legal ou "voltar para trás".

"Neste exato momento, grandes caravanas de migrantes, bem organizadas dirigem-se para a nossa fronteira sul. Algumas pessoas chamam a isto uma invasão. É como se fosse uma invasão. Invadiram violentamente a fronteira mexicana. Toda a gente viu isso há dois dias" - disse Trump.

A caravana de migrantes continuou rumo a norte através do México. Num discurso aos jornalistas, Trump disse que nenhum país deveria permitir a invasão das suas fronteiras e advertiu que os migrantes podem vir a a encarar um contingente de 15 mil soldados.

Atacou os democratas - culpando-os por falhas na política de imigração e fez alegações repetidas que os imigrantes ilegais são responsáveis pelos problemas relacionados com a droga nos Estados Unidos.

"É um tremendo problema - as drogas que entram e destroem a nossa juventude. E estão a destruir a estrutura do nosso país. Nunca houve um problema de droga como o que temos hoje. E como disse, grande parte deste problema vem das fronteiras do sul", acrescentou Donald Trump.

Um discurso que acontece a apenas alguns dias das eleições intercalares de 6 de novembro. Na campanha presidencial de 2016, Trump enfatizou fortemente a questão da imigração e o controlo das fronteiras.