Última hora

Última hora

"Referendo" a Trump entra na reta final

Em leitura:

"Referendo" a Trump entra na reta final

"Referendo" a Trump entra na reta final
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 30 milhões de eleitores americanos já foram às urnas, fazendo uso do mecanismo do voto antecipado, possível em vários Estados americanos. É um número que representa um acréscimo de 20% em relação às eleições intercalares de 2014.

No Montana, o presidente dos Estados Unidos, em confronto direto com o seu predecessor nesta campanha, afirmou que "o programa de imigração dos Democratas consiste em trazer o tráfico de droga para o país, o tráfico de seres humanos e os cartéis criminosos".

Donald Trump declarou ainda que "estas são umas das eleições mais importantes de sempre. Este escrutínio vai decidir se o país vai construir a partir da prosperidade extraordinária alcançada até agora ou se deixa os democratas radicais tomarem o controlo do Congresso, destruindo a economia e o futuro da nação".

Na Georgia, Barack Obama alertou precisamente para o discurso baseado na propagação do medo que o seu opositor proclama.

Para o antigo presidente, na próxima terça-feira há uma oportunidade de "votar por uma política decente, honesta, cumpridora da lei e defensora dos cidadãos".

O primeiro escrutínio nacional desde a subida de Trump ao poder vai nada menos do que determinar o controlo da Câmara dos Representantes e do Senado até às próximas presidenciais, em novembro de 2020.