A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Fogos na Califórnia já fizeram mais de 40 mortos

Fogos na Califórnia já fizeram mais de 40 mortos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Com 42 vítimas mortais já identificadas e perto de 50.000 hectares de área ardida, o enorme incêndio que lavra no norte da Califórnia é já o mais mortífero e destruidor de que há registo no Estado norte-americano e não dá sinais de abrandar.

As autoridades californianas contam ainda mais duas mortes no outro grande fogo que lavra perto de Los Angeles. Daryl Osby, chefe dos bombeiros locais, diz que enfrentam "condições meteorológicas de bandeira vermelha", esperando ventos de mais de 60 quilómetros por hora e a ordem de prioridades é "salvar vidas, proteger propriedades e conter a linha" das chamas.

No norte do Estado, as autoridades revelaram a descoberta de 13 cadáveres esta segunda-feira, a maioria dos quais na cidade de Paradise, de 26.000 habitantes e que foi completamente destruída pelas chamas. Duzentas pessoas estão ainda em paradeiro desconhecido, fazendo temer um balanço mais nefasto.

Uma habitante de Paradise diz que "todos perderam algo, são bairros completos que se evaporaram". E acrescenta que a casa da filha e dos sogros dela, bem como todas as casas da mesma rua simplesmente desapareceram".

Esta segunda-feira, o presidente Donald Trump declarou o estado de emergência federal, libertando fundos para ajudar tanto os bombeiros como oferecer assistência às populações afetadas.