A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Grand Slam de Judo de Osaka: portuguesa Maria Siderot terminou na sétima posição em -48kg

Grand Slam de Judo de Osaka: portuguesa Maria Siderot terminou na sétima posição em -48kg
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Teve início esta sexta-feira na cidade japonesa de Osaka o Grand Slam de Judo, uma das provas mais importantes do circuito mundial de judo. A prova reúne cerca de 450 judocas de 75 países para três dias de competição.

A primeira jornada foi dominada pelo Japão e, em particular, pela campeã do mundo Uta Abe, que foi a nossa Mulher do Dia.

A atleta esteve como é habitual em excelente forma, apostando no seu domínio técnico único do Sode-Tsurikomi-Goshi, um golpe de quadril difícil em que o adversário é imobilizado pelas mangas antes de ser derrubado.

A sua meia-final foi uma repetição da final do campeonato do mundo no início deste ano. A jovem de 18 anos levou outra vez a melhor em menos de 10 segundos, um feito único tendo em conta que a sua adversária era a ex-campeã do mundo Ai Shishime.

Na final, Uta Abe venceu a judoca Natsumi Tsunoda , provando o seu inquestionável domínio na categoria de -52kg femininos.

Momento da final de -52kg entre Uta Abe e Natsumi Tsunoda

"Na verdade, eu já perdi três vezes contra Natsumi Tsunoda em competições anteriores e desta vez sabia que tinha que a vencer, para poder participar nos Olímpicos de Tóquio em 2020. E foi com esse fim que me preparei especialmente para jogar com ela e vencê-la," comentou Uta Abe.

A judoca portuguesa olímpica nos -52kg Joana Ramos foi eliminada pela coreana Da Sol Park, por ippon.

O campeão do mundo Ryuju Nagayama fez mais uma exibição excepcional e revelou-se o nosso homem do dia. Outro grande judoca que ultrapassou as eliminatórias dos -60kg com um estilo dinâmico de judo.

Na final, o atleta executou o seu plano de luta de forma decisiva e brilhante, reagindo aos golpes de ombros de Yago Abuladze. O russo tinha usado o golpe com sucesso ao longo do dia, mas na final Nagayama tirou partido do seu ponto fraco aplicando espectaculares golpes Ura-nage, que no fim lhe deram a vitória.

“Na minha categoria participa também o Naohisa Takato, que é mais experiente que eu. Ainda não lutei com ele e até lutar acho que não sou o número 1. Na próxima vez, gostaria de encontrá-lo no tatami e vencê-lo," afirmou Ryuju Nagayama.

A campeã do mundo de 2017 Funa Tonaki, esteve também hoje em forma. A judoca dos -48kg aproveitou um arremesso de sacrifício fracassado da Urantsetseg Munkhbat, para imobilizar rápidamente no chão a campeã do mundo de 2013 da Mongólia, sem escapatória.

A judoca portuguesa Maria Siderot terminou na sétima posição da categoria. Ao perder na primeira ronda da repescagem, a portuguesa acabou por ser derrotada pela francesa Melanie Clement, por ippon. Também na categoria, Joana Diogo passou a primeira ronda com um triunfo sobre a belga Anne Sophie Jura, por ippon, mas foi depois eliminada pela japonesa Hiromi Endo.

Joshiro Maruyama enfrentou o atual campeão do mundo Hifumi Abe, irmão de Uta Abe. Depois de uma disputa épica que chegou ao 'ponto de ouro', o número 14 do mundo surpreendeu Abe com um brilhante ataque Tomoe-nage, que decidiu o combate dos -66kg masculinos.

O judoca foi premiado com a medalha de ouro por Sua Alteza Imperial a Princesa Tomohito de Mikasa.

Na mesma categoria de peso, o atleta português João Crisóstomo foi afastado na primeira ronda pelo mongol Kherlen Ganbold, por ippon.

O nosso golpe do dia vai para o quase perfeito Uchi-mata do atleta Toru Shishime, um símbolo do judo japonês tradicional, num primeiro dia que foi do Japão, no Japão.

De entre os portugueses, permanecem em competição: Jorge Fernandes (-73kg), Nuno Saraiva (-73kg), Anri Egutidze (-81kg), Jorge Fonseca (-100kg), Telma Monteiro (-57kg), Yahima Ramirez (-78kg) e Patrícia Sampaio (-78kg).