Última hora

Última hora

Estudo prevê forte abalo do Brexit na economia britânica

Em leitura:

Estudo prevê forte abalo do Brexit na economia britânica

Estudo prevê forte abalo do Brexit na economia britânica
Tamanho do texto Aa Aa

Menos comércio, menos investimento estrangeiro, produtividade mais baixa e migração em queda - são esses os fatores que devem fazer com que o Brexit penalize a economia britânica, segundo uma análise do Instituto Nacional de Pesquisas Económicas e Sociais. O mesmo estudo diz que o acordo conseguido por Theresa May é melhor que um Brexit sem acordo, mas o impacto na economia não deixa de ser significativo.

Em 2030, quando a saída do Reino Unido da União Europeia tiver feito 11 anos, o instituto prevê que o PIB britânico possa cair 3,9% ao ano, o comércio entre o Reino Unido e a União Europeia caia 46% e a Investimento direto estrangeiro caia 21%.

Para a principal conselheira económica deste organismo, Vicky Pryce, os efeitos já estão a fazer-se sentir: "O investimento estagnou. Se olhar para o que aconteceu nos últimos três trimestres, o investimento de negócios esteve a cair, o que é terrível para a economia do Reino Unido. Sem isso não há inovação, não há produtividade e caímos ainda mais em termos de competitividade".

E quanto é que este travão económico vai custar aos cidadãos? Segundo o relatório, uma queda anual de 3% no PIB pode fazer com que cada britânico fique anualmente, em média, com menos cerca de mil libras, ou 1200 euros, no bolso, de acordo com os preços atuais. Este estudo foi encomendado pela People's Vote, uma associação que quer realizar um segundo referendo ao Brexit. Na sequência do referendo de 2016, o Reino Unido está na reta final para deixar a União Europeia, o que se torna definitivo no dia 29 de março do próximo ano.