Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

"Cold War" grande vencedor dos Prémios Europeus de Cinema

"Cold War" grande vencedor dos Prémios Europeus de Cinema
Tamanho do texto Aa Aa

O "Guerra Fria" foi o filme da noite em Sevilha, cidade onde foi premiado o cinema europeu. "Cold War" venceu em quase todas as categorias dos Prémios Europeus do Cinema e levou para casa a estatueta mais importante da cerimónia, o prémio de melhor filme de 2018.

Além do prémio mais desejado, "Cold War" venceu também melhor atriz com Joanna Kuligue no papel principal, melhor guião, melhor edição e melhor realização com Pawel Pawlikowski.

"O filme é sobre o destino europeu, uma sensibilidade e história muito europeias que esmaga as pessoas, mas às vezes desperta o que há de melhor nelas - é um filme muito europeu, suponho.", contou o realizador à Euronews, depois da cerimónia de entrega de prémios.

Marcello fonte venceu o prémio de Melhor Ator de 2018. Começou a carreira como segurança de um teatro e foi chamado ao palco dos Prémios Europeus de Cinema para receber o prémio mais alto da categoria masculina.

O papel que lhe valeu a estatueta que leva na mala para Itália é o de "Marcello" em "Dogman", um cabeleireiro de cães com uma vida pacata que é interrompida por um lutador de boxe.

"Dogman", filme de Matteo Garrone, foi também premiado com o prémio de Melhor guarda-roupa.

O ator contou à Euronews que demorou três meses a preparar-se para o papel.

"Foram três meses de preparação, fui trabalhar três meses num salão de beleza para cães, lavei cães das 9 da manhã às 7 da noite para entender o stress e o trabalho de um cabeleireiro de caes.", disse à euronews.