A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Theresa May vs Tony Blair

Theresa May vs Tony Blair
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A primeira-ministra britânica pode ter regressado a casa, vinda de Bruxelas, de mãos vazias, mas Theresa May, e o seu governo, continuam a acreditar que vão conseguir aquilo de que precisam para fazer passar o acordo do Brexit no parlamento britânico. Isto depois de, à euronews, o antigo chefe do executivo britânico, o Trabalhista Tony Blair, ter sugerido a possibilidade de se realizar, no contexto atual, um novo referendo.

"É muito claro que a União Europeia entende qual é o problema. A questão agora é a de, sem desfazer todo o acordo de retirada, encontrarmos um mecanismo que elimine essas ansiedades. E isso vai acontecer depois do Natal, não esta semana, não vai ser rápido, vai acontecer depois do Ano Novo", afirmou o ministro do Comércio Liam Fox.

May reagiu, em comunicado, às declarações de Blair, afirmando que o facto de este "ter ido a Bruxelas e tentar minar" as "negociações, pedindo um segundo referendo, é um insulto à posição que ele ocupou e às pessoas que serviu".