Última hora

Aeroporto de Gatwick reabriu depois de incidente com drones

Aeroporto de Gatwick reabriu depois de incidente com drones
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O aeroporto de Gatwick reabriu depois do incidente provocado pela presença de drones que afetou, aproximadamente, 120 mil pessoas. Os voos estão a ser retomados lentamente. No entanto, as companhias aéreas avisam que pode haver alguns atrasos ou mesmo cancelamento de ligações.

"A polícia está a seguir uma série de pistas, mas não sabemos se se trata de um único indivíduo ou de uma espécie de grupo, pode ser um grupo ambientalista embora ninguém tenha reivindicado a responsabilidade. Não vamos saber até que a polícia termine as investigações", adiantou o ministro dos transportes do Reino Unido, Chris Grayling.

Segundo a polícia, não se tratou de um ato terrorista, mas sim de uma ação de perturbação deliberada.

"Vou conversar com outros aeroportos, para que possamos ter certeza que todos sabem exatamente o que aconteceu em Gatwick, para atenuar o sucedido. A partir daí, podemos começar a implementar uma estratégia para o futuro, para garantir que isto não aconteça novamente", acrescenta Chris Grayling.

O aeroporto de Gatwick reabriu na manhã desta sexta-feira - o tráfego aéreo esteve suspenso durante mais 24 horas. Foram destacados militares para o aeroporto para ajudar as autoridades a travar a presença dos drones. As investigações para apurar as responsabilidades continuam.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.