A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Aeroporto de Gatwick retoma atividade

Aeroporto de Gatwick retoma atividade
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Com uma primeira aterragem esta madrugada, Gatwick retoma lentamente a atividade.

O segundo maior aeroporto do Reino Unido esteve paralizado 32 horas na sequência do aparecimento de drones a voar perto das pistas.

Uma passageira diz que "estragou as férias de toda a família [...] tudo porque alguém decidiu fazer voar drones".

Outro explica que passou "seis horas sentado no avião", enquanto lhe diziam que iam "descolar assim que possível, apenas para depois cancelarem o voo".

A polícia britânica descartou a pista terrorista, mas tem mais de 20 unidades envolvidas nas buscas pelos responsáveis.

Jason Tingley, porta-voz da polícia de Sussex, explicou que "há várias linhas de investigação e vários suspeitos. [...] Estão a ser usados todos os recursos disponíveis."

A paralização em Gatwick afetou mais de 120.000 passageiros.

No Reino Unido, o uso de drones perto de aeroportos é punível com uma pena de até cinco anos de prisão.