Última hora

Última hora

Uma ano depois das eleições, tensão volta à Catalunha

Uma ano depois das eleições, tensão volta à Catalunha
@ Copyright :
REUTERS/ALBERT GEA
Tamanho do texto Aa Aa

Um ano depois da realização das eleições autonómicas da Catalunha, em 21 de dezembro de 2017, que resultaram numa maioria dos partidos a favor da independência, Barcelona foi o palco para o conselho de ministros do Governo espanhol... e para um dia de tensão nas ruas.

Episódios de violência entre manifestantes e polícia resultaram em mais de uma dezena de detenções, depois de terem sido bloqueadas várias ruas da cidade. Pelo menos 15 pessoas tiveram de receber assistência médica, incluindo quatro elementos da polícia catalã.

Apesar das reuniões simbólicas e dos apelos à calma nos últimos dias não se conseguiram evitar as imagens de violência e as detenções, ainda que a maioria das manifestaçoes tenha decorrido de forma pacífica nas principais artérias da cidade.

Segundo as autoridades, estiveram cerca de 40 mil pessoas nos protestos, que exigiram a libertação dos independentistas presos.

O presidente do governo espanhol, Pedro Sanchez, e o líder da 'Generalitat' da Catalunha, Quim Torra, chegaram a acordo para um diálogo efetivo, embora Madrid rejeite de forma clara a secessão da região autonómica.