Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

O mistério da fissura em cápsula acoplada à Estação Espacial Internacional

O mistério da fissura em cápsula acoplada à Estação Espacial Internacional
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Há mistérios que nem a ciência consegue explicar. Em relação ao pequeno buraco encontrado na cápsula Soyuz, acoplada à Estação Espacial Internacional, tudo parece ser uma questão de tempo.

Inicialmente pensou-se num meteorito mas o cosmonauta russo Sergey Prokopyev, que regressou a terra na semana passada com outros dois astronautas, acredita que a abertura descoberta a 30 de agosto foi perfurada a partir do interior da cápsula.

Uma revelação tão polémica como a insólita descoberta solucionada na altura. De acordo com Prokopyev, uma equipa de investigadores está analisar amostras que recolheu juntamente com o cosmonauta Oleg Kononenko durante uma caminhada espacial a 12 de dezembro.

Os investigadores tentam perceber se o buraco terá sido feito em órbita ou se alguém acedeu à cápsula em terra firme.

Os meios de comunicação social russos chegaram a noticiar que os investigadores sondaram a possibilidade de astronautas americanos terem deliberadamente feito o buraco para conseguir que um colega doente regressasse a terra mas representantes russos e da NASA rejeitaram as alegações.

Não está excluído o cenário de uma investigação criminal.