A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Leão foge e mata tratadora

Leão foge e mata tratadora
Direitos de autor
AP
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma mulher foi morta por um leão num centro de preservação de Vida Selvagem da Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

Alexandra Black trabalhava há apenas duas semanas na instituição, tinha 22 anos e uma licenciatura em comportamento animal. Fazia parte da equipa encarregada de fazer a limpeza diária das instalações dos animais quando, sem explicação, um dos leões saiu do habitat e atacou-a.

A direcção do centro garante que vai abrir uma investigação ao incidente. Chocada com a perda, Mindy Stinner, a diretora executiva diz que a prioridade é assegurar que um episódio como este não se repete.

O leão foi abatido a tiro para permitir que as equipas resgatassem o corpo da jovem trabalhadora do centro ainda antes da chegada das autoridades.