Última hora

Última hora

Discurso de Ano Novo de Macron dominado pelos coletes amarelos

Discurso de Ano Novo de Macron dominado pelos coletes amarelos
Tamanho do texto Aa Aa

Os coletes amarelos, que marcam a agenda política em França, foram o alvo de Emmanuel Macron no discurso de Ano Novo.

Num tom particularmente tenso, o presidente não poupou os mais extremistas:

"Alguns usam o pretexo de falarem em nome do povo - mas qual povo, de onde? como? Não sendo mais do que porta-vozes de uma multidão odiosa, que ataca os eleitos, as forças da ordem, os jornalistas, os judeus, os estrangeiros, os homossexuais, são simplesmente a negação da França".

Palavras que muitos coletes amarelos ouviram nas ruas de Paris, onde voltaram a sair, desta vez para celebrarem a chegada do Ano Novo em paz. Como votos para 2019, pedem ao presidente que os ouça: "O que pedimos é que o nosso presidente nos ouça porque, até agora, tudo o que lhe dizemos ele não ouve, ou finge que ouve".

A violência das últimas semanas fazia temer um reveillon de alto risco. Quase 150 mil membros das forças de segurança foram destacados por todo o país.

A calma prevaleceu mas os coletes amarelos não estão resignados e lançam já apelos a mais manifestações, enquanto se espera o lançamento de um debate nacional.