Última hora

Última hora

Irão falha colocação de satélite visto como ameaça por EUA e Israel

Irão falha colocação de satélite visto como ameaça por EUA e Israel
Tamanho do texto Aa Aa

O Irão falhou a colocação na órbita baixa terrestre de um satélite destinado à recolha de imagens a partir dos 600 quilómetros de altitude.

O falhanço foi anunciado pelo ministro iraniano da Comunicação e Tecnologias da Informação, Mohammad Javad Azari Jahrom, explicando que o satélite "Payam" (significa "mensagem" em persa) não conseguiu, na terceira e derradeira fase de lançamento, após desligar-se do foguetão "Safir", atingir a velocidade necessária para entrar em órbita.

De acordo com o anunciado segunda-feira pelo presidente Hasan Rohani, o "Payam" tinha por missão recolher informações sobre as alterações ambientais no país e, ao mesmo tempo, "provar ao mundo que o Irão é também um país de ciência."

Além do "Payam", o Irão tem outro satélite já testado e pronto a ser lançado. Também desenvolvido pela Universidade de Tecnologia Amirkabir, de Teerão, o "Doosti" (significa "amizade") terá uma missão similar, mas mais focada na agricultura.

O lançamento destes satélites foi alvo de críticas pelos Estados Unidos e denunciado por Israel como "um ato de agressão", contrariando o acordo nuclear internacional ratificado em 2015.

"O Irão mente sempre e mesmo agora com a pretensão de lançar um inocente satélite quando o que está a testar é o primeiro estágio de um míssil intercontinental, violando todos os acordos internacionais", acusou o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu.