Última hora

Última hora

PSG multado em 100 mil euros por alegado racismo

PSG multado em 100 mil euros por alegado racismo
Direitos de autor
عکس از آسوشیتدپرس
Tamanho do texto Aa Aa

O Paris Saint-Germain, um dos clubes de futebol mais ricos do mundo, foi condenado a uma pesada multa por práticas alegadamente racistas. Em causa está um formulário-tipo preenchido pelos caçadores de talentos do clube, que identificava cada jogador de acordo com a etnia (francês, magrebino, africano ou antilhano).

A multa de 100 mil euros foi aplicada pelo Comité Disciplinar da Liga Francesa, depois das revelações do jornal online Mediapart, no quadro de uma investigação do "Football Leaks", que acusam o clube de manter esta prática pelo menos desde 2013.

"Nem a existência destas fichas nem o conteúdo eram contestados. Um dos elementos de seleção dos jogadores, segundo estas fichas, era a origem étnica. Estes elementos parecem ser, ao mesmo tempo, resultado de descuidos individuais, mas também de uma negligência coletiva e foi isso que guiou a decisão tomada por este comité", disse o presidente do comité, Sébastien Deneux.

Os problemas do Paris Saint-Germain, clube parisiense propriedade do Qatar, podem não se ficar pela justiça interna da liga de futebol francesa. Os procuradores de Paris querem ouvir os responsáveis do clube sobre este caso. Bertrand Reuzeau, antigo responsável pelas camadas jovens do clube, recebeu uma multa de 10 mil euros pela alegada discriminação.