A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Papa no Panamá para Jornada Mundial da Juventude

Papa no Panamá para Jornada Mundial da Juventude
Direitos de autor
REUTERS/Henry Romero
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Há mais de 35 anos que nenhum papa pisava o solo do Panamá. Francisco está de visita ao país por cinco dias para celebrar a Jornada Mundial da Juventude.

No evento religioso, os jovens católicos têm oportunidade para debater questões sociais e espera-se que o papa aborde temas como a da imigração. Logo à chegada, em conversa com os jornalistas, Francisco sugeriu que a hostilidade aos imigrantes era motivada pelo medo irracional, numa crítica velada aos líderes políticos que estão a fechar as fronteiras.

Por breves instantes, um pequeno susto: um homem com uma bandeira da Venezuela saiu da multidão em direção à comitiva papal, mas sem demais consequências para além do alarme entre as forças de segurança.

O "Woodstock dos católicos", como também é conhecida a jornada, acontece num intervalo de dois ou três anos. Em 2019, chegou pela primeira vez à América Central, no Panamá, onde, de acordo com o serviço noticioso do Vaticano, 88% dos quatro milhões de habitantes são católicos. A quatro meses do encontro, a organização já contava mais de 200 mil peregrinos incritos.