Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Aumento de 11% no salário mínimo grego

Aumento de 11% no salário mínimo grego
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O salário mínimo na Grécia deverá aumentar 11% passando dos atuais 586 euros para os 650 euros. A confirmar-se será o primeiro aumento em uma década.

A proposta do Governo, revelada esta segunda-feira pelo primeiro-ministro Alexis Tsipras, terá de ser aprovada pelo Parlamento e surge depois de um período de negociações com sindicatos e entidades patronais.

"Penso que é o mínimo que podemos fazer pelos trabalhadores que sofreram, por aqueles que viram os salários ser reduzidos ou cortados durante a crise", sublinhou o primeiro-ministro grego.

Em 2012, o salário mínimo sofreu um corte de 22% para os 586 euros. Os trabalhadores com menos de 25 anos sofreram um corte mais significativo invocado pela necessidade de incentivar a criação de emprego.

O primeiro-ministro grego diz que o país está em condições de fazer o que agora propõe porque cresceu a confiança internacional na economia. Este ano a Grécia espera crescer 2,5%.