Última hora

Aumento de 11% no salário mínimo grego

Aumento de 11% no salário mínimo grego
Tamanho do texto Aa Aa

O salário mínimo na Grécia deverá aumentar 11% passando dos atuais 586 euros para os 650 euros. A confirmar-se será o primeiro aumento em uma década.

A proposta do Governo, revelada esta segunda-feira pelo primeiro-ministro Alexis Tsipras, terá de ser aprovada pelo Parlamento e surge depois de um período de negociações com sindicatos e entidades patronais.

"Penso que é o mínimo que podemos fazer pelos trabalhadores que sofreram, por aqueles que viram os salários ser reduzidos ou cortados durante a crise", sublinhou o primeiro-ministro grego.

Em 2012, o salário mínimo sofreu um corte de 22% para os 586 euros. Os trabalhadores com menos de 25 anos sofreram um corte mais significativo invocado pela necessidade de incentivar a criação de emprego.

O primeiro-ministro grego diz que o país está em condições de fazer o que agora propõe porque cresceu a confiança internacional na economia. Este ano a Grécia espera crescer 2,5%.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.