EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Venezuela deporta jornalistas estrangeiros

Venezuela deporta jornalistas estrangeiros
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Após intensa pressão internacional, o governo de Caracas libertou os repórteres detidos esta quarta-feira

PUBLICIDADE

Já foram libertados os jornalistas estrangeiros detidos esta quarta-feira na Venezuela. Um espanhol, dois franceses, dois colombianos e dois chilenos foram deportados e enviados para os países de origem.

Resultado de uma intensa pressão internacional.

Os jornalistas foram deportados pouco depois de, em nome da União Europeia, Frederica Mogherini ter exigido a sua libertação imediata. "Como sabem, para a União Europeia é muito importante que os jornalistas sejam apoiados e, acima de tudo, que sejam livres no exercício da profissão. Por isso, a União Europeia defenderá sempre essa visão," disse a chefe da diplomacia europeia.

Em entrevista à euronews, a Embaixadora da Venezuela junto da União Europeia, justificou a detenção dos jornalistas."Irem simplesmente como filhos de Deus, com as suas equipas, e quererem entrar em edifícios oficiais, participar em manifestações, sem ter permissão. Penso que não existe um país no mundo onde se possa trabalhar sem um visto", afirmou Claudia Salerno.

Juan Guaidó, auto-proclamado presidente da Venezuela, condenou o que chamou de "sequestro" e agradeceu o trabalho de todos os jornalistas estrangeiros no país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Repórteres Sem Fronteiras pedem intervenção da ONU na Venezuela

Guaidó agradece ao Parlamento Europeu

Embaixadora acusa UE de promover guerra civil na Venezuela