Última hora

Última hora

Equipas de resgate detetam corpo no avião de Sala

Equipas de resgate detetam corpo no avião de Sala
Tamanho do texto Aa Aa

Os investigadores confirmaram a presença de um corpo nos destroços subaquáticos do avião que transportava o futebolista Emiliano Sala. As equipas de buscas estudam agora planos para recuperar a carcaça da aeronave que está a cerca de 67 metros de profundidade, ao largo da ilha de Guernsey. O líder a missão privada de resgate diz que o avião está quase inteiro.

"É difícil descrever. Quero dizer... ele está partido, mas está tudo lá. Não está fragmentado. Não é como se estivesse em centenas de pedaços espalhados por um campo de futebol. Está num lugar especifico, coerente. Mas, obviamente, está bastante danificado, naquele espaço", diz David Mearns, diretor das operações de busca.

Emiliano Sala, de 28 anos, estava a caminho de Cardiff oriundo de Nantes quando o avião em que seguia, um Piper PA-46 Malibu, desapareceu dos radares no dia 21 de janeiro.

As autoridades locais cancelaram as buscas depois de alguns dias de operações com o argumento de que seria pouco provável alguém ter sobrevivido. Mas a família do futebolista lançou uma campanha de Crowdfunding (financiamento participativo) que angariou cerca de 300 mil euros para custear as investigações.

A autoridade aérea britânica encontra-se em consultas as famílias do jogador e do piloto e com a polícia para determinar os próximos passos. Aguarda-se para breve um relatório preliminar, nas próximas semanas.