A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Nigéria adia eleições

Nigéria adia eleições
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Chegaram para votar, mas acabaram por jogar à bola. A comissão eleitoral da Nigéria decidiu adiar a eleição presidencial horas antes de o voto ter início. Os dois principais partidos já contestaram a decisão. Os eleitores sentem-se defraudados.

"Sinto-me aborrecido porque eu vim esta manhã para a eleição e depois ouvi que tinha sido adiada. Estou aborrecido", refere um jovem perto de uma assembleia de voto.

Quando faltavam cinco horas para as urnas abrirem, a comissão eleitoral informou que a eleição presidencial ficou adiada para 23 de fevereiro devido a "desafios" não especificados.

"Foi uma decisão difícil para a comissão mas necessária para a realização bem-sucedida do escrutínio e para a consolidação da nossa democracia", declarou Mahmood Yakubu, presidente da Comissão Eleitoral.

Os dois principais partidos que concorrem às eleições na Nigéria condenaram o adiamento do escrutínio e acusaram-se mutuamente de estarem na origem da decisão.

O adiamento das eleições terão sido decidiu devido a chegada atrasada do material de voto nalgumas regiões do país.

O vencedor deste escrutínio será eleito para um mandato de 4 anos para governar o país com 190 milhões de habitantes, o mais populoso de África.