Última hora

Última hora

Sondagem indica aumento de vaga eurocética no PE

Sondagem indica aumento de vaga eurocética no PE
Tamanho do texto Aa Aa

O aumento das intenções de voto nos partidos mais extremistas e eurocéticos foi confirmado pela primeira sondagem publicada pelo Parlamento Europeu sobre as eleições de 26 de maio.

Todos os 28 países foram alvo do questionário e entre os partidos que vão subir estão o Liga e Movimento 5 estrelas em Itália, o Reagrupamento Nacional em França, o Fidez na Hungria e o AfD na Alemanha.

Lugares que são "roubados" aos partidos do centro, tanto à esquerda como à direita, bem como os ecologistas.

Crescimento económico, segurança, proteção do ambiente em migração são temas que deverão dominar a campanha.

“A nossa esperança, o nosso objetivo é que, após as eleições para o Parlamento Europeu, a abordagem anti-migração seja maioritária em todas as instituições europeias. Portanto, para nós, ter uma maioria parlamentar contra a migração é o mais importante e a Hungria vai contribuir para isso", disse Péter Szijjárt, ministro dos Negócios Estrangeiros da Hungria, em entrevista à euronews.

Mas no hemiciclo com 705 assentos, os liberais poderão sair reforçados com uma dezena de lugares, se coligados com o Movimento En Marche do Presidente francês, Emmanuel Macron.

Voltando aos perdedores, os socialistas poderão ter menos meia centena de lugares, mas Frans Timmermans, candidato principal a presidente da Comissão Europeia não desespera.

“Há 150 anos que os socialistas estão à beira do precipício, é a nossa morada. Mas é também na beira do precipício que se podem colher as flores mais bonitas. Enquanto socialistas, estaremos sempre presentes na luta. Olhamos de frente a beira do precipício porque temos muito por que lutar", disse, em entrevista à euronews.

A sondagem mostra que 68% dos inquiridos acredita que a adesão do seu país à União Europeia é positiva, mas muitos esperam que seja reformada.