Última hora

Última hora

Comissão do Senado protege Salvini

Comissão do Senado protege Salvini
Tamanho do texto Aa Aa

Matteo Salvini passou o primeiro teste no senado italiano.

Esta terça-feira, a Comissão de Imunidade votou contra a abertura do julgamento ao ministro do Interior. Salvini é acusado de sequestro, abuso de poder e prisão ilegal no caso do navio Diciotti, que, em agosto, passou cinco dias bloqueado na Sicília com mais de 150 migrantes a bordo.

Salvini contou com o apoio dos senadores do Movimento 5 Estrelas. O maior partido do Parlamento de Itália desautorizou a abertura do processo depois de promover uma votação online sobre esta decisão.

No final de janeiro, Salvini pediu ao Senado para não permitir a abertura do julgamento. Numa carta publicada na imprensa italiana, justificou a decisão de bloquear o desembarque dos migrantes por se tratar de “um interesse público importante”. O ministro argumentou ainda que a situação tem "implicações políticas precisas", garantindo que “agiu em nome de todo o governo italiano”.

Apesar da votação desta terça-feira, o Plenário do Senado terá a última palavra a dizer. Se for acusado e condenado, Salvini pode enfrentar uma pena máxima de 14 anos de prisão.