Última hora

Última hora

Cimeira inédita sobre o "escândalo da pedofilia"

Cimeira inédita sobre o "escândalo da pedofilia"
Tamanho do texto Aa Aa

Uma cimeira inédita sobre o "escândalo da pedofilia". O papa Francisco deu início ao encontro para combater o problema. Reúne-se com com líderes católicos e prometeu ações concretas contra os abusos sexuais a crianças, dentro da Igreja Católica. Uma das vozes ativas foi a do Cardeal Ruben Salazar Gomez que reconhece que a Igreja luta contra "um inimigo interno".

Disse que: "temos que admitir que muitas vezes a Igreja, e os seus bispos, não soube e por vezes não sabe como se comportar para enfrentar a crise causada pelos abusos, com rapidez e de forma decisiva."

O Cardeal Ruben Salazar Gomez disse também que frequentemente as pessoas vêm o lobo a chegar, mas fogem deixando o rebanho desprotegido": "estamos em muitos aspetos, a tentar negar a dimensão das denúncias que nos são apresentadas, não ouvindo as vítimas, ignorando os danos causados às vítimas de abuso, transferindo os acusados para lugares onde continuam o abuso, ou tentando chegar a compromissos monetários para comprar o silêncio".

O primeiro dia da cimeira terminou com uma vigília no castelo de Sant'Angelo, não muito longe do Vaticano. Sobreviventes e vítimas de abuso sexuais por parte de membros do clero reuniram-se para partilhar a dor e as experiências.