EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Vítimas de abusos sexuais esperam por redenção da Igreja

Vítimas de abusos sexuais esperam por redenção da Igreja
Direitos de autor REUTERS/Max Rossi/File Photo
Direitos de autor REUTERS/Max Rossi/File Photo
De  João Paulo GodinhoClaudio Lavanga
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Phil Saviano, uma das vítimas que ajudou a expor o abuso sexual sistémico na Igreja Católica nos EUA, falou à euronews sobre as expectativas para o encontro que decorre no Vaticano.

PUBLICIDADE

Vítimas de abusos sexuais por padres estão por estes dias no Vaticano, na expectativa de que a Igreja Católica corrija a sua atitude em relação a este problema, que será analisado durante três dias pelo Papa Francisco e por bispos de todo o mundo.

O objetivo dos bispos é claro: recuperar a credibilidade aos olhos do mundo e das muitas vítimas de abusos. Uma dessas vítimas é Phil Saviano, um dos responsáveis por denunciar o escândalo de abusos sexuais da Igreja Católica americana em Boston, um caso que veio a dar anos mais tarde origem ao filme 'O Caso Spotlight', vencedor do Óscar de melhor filme.

Saviano ajudou o jornal Boston Globe a expor a prática sistémica de abusos e o encobrimento das cúpulas diretivas católicas. O norte-americano está entre os vários sobreviventes que se encontraram com representantes do Vaticano na quarta-feira antes do início da reunião.

“Não fiquei desapontado [por o Papa não estar presente]. Eu não queria falar com o Papa. Mas foi dececionante para alguns de nós, devo dizer. Asseguraram-nos de que o Papa seria informado do conteúdo desta reunião", afirmou Saviano à euronews.

Enquanto durava a reunião, outras vítimas empunhavam fotografias do tempo em que eram crianças ou adolescentes e que foram abusados, ao passo que outros gritavam 'tolerância zero' como cântico de protesto.

O encontro vai prolongar-se por três dias e no final de cada jornada uma vítima de abuso sexual vai juntar-se aos bispos em oração.

A expectativa de muitos é que este seja um verdadeiro ponto de viragem na maneira como a Igreja Católica lida com o abuso sexual e que se faça um julgamento que a coloque, finalmente, no caminho da redenção.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cimeira sobre abusos sexuais no Vaticano

Michael Rezendes: "encobrimento de abusos sexuais é uma prática da igreja católica"

Turista espanhola violada por um grupo na Índia