Estado de emergência no norte de Moçambique?

Estado de emergência no norte de Moçambique?
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos garante que proposta já foi formalizada e compara situação na província de Cabo Delgado a um "cenário de guerra"

PUBLICIDADE

O presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos de Moçambique manifestou-se a favor da declaração do estado de emergência na província de Cabo Delgado, no norte do país, palco de alegados abusos no combate a grupos armados.

Em entrevista à agência Lusa, Luís Bitone, mostrou-se preocupado com o agravamento da situação no terreno e disse que a medida agilizaria o apoio humanitário: "Isso permite, de forma justificada, limitar alguns direitos humanos, como o direito ao movimento, à liberdade. Ao mesmo tempo permite alocar mais recursos humanos ou financeiros para socorrer as pessoas. Sem estado de emergência qualquer limitação de direitos será sempre condenada."

A proposta já foi formalizada mas o Governo nega que as Forças de Defesa e Segurança estejam a cometer abusos no combate a grupos armados.

Desde outubro de 2017 já terão morrido mais de 150 pessoas e milhares abandonaram as respetivas aldeias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pelo menos 98 mortos em naufrágio de barco de pesca em Moçambique

Sismo em Taiwan faz pelo menos nove mortos e mais de 900 feridos

Islândia: nova erupção vulcânica perto de Grindavik