EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Admira António é a primeira piloto de Moçambique

Admira António é a primeira piloto de Moçambique
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Num país com uma das piores taxas de desigualdade, Admira António é a primeira piloto moçambicana a comandar um avião.

PUBLICIDADE

Voar é o sonho de muitos meninos. Foi também o de Admira António. Aos oito anos já sabia que queria ser piloto de aviões. Hoje, é a primeira mulher ao comando de um avião das Linhas Aéreas de Moçambique.

Em 2012, quando integrou a primeira equipa de pilotagem, tinha ao lado apenas homens. Mas os preconceitos não a demoveram de querer voos mais altos.

"As atenções estão sempre sobre ti, como mulher. Querem ver se realmente sabes o que estás a fazer, porque razão chegaste ali e se alguém te facilitou, então, tive de provar a minha aptidão, o meu profissionalismo", conta.

Ao entrar para o cockpit de um Embraer 145, Admira conhece a realidade que tem pela frente. Nos céus, a maior parte dos assistentes de bordo é do sexo feminino, mas apenas cinco porcento dos pilotos são mulheres. Em terra, a caminho a percorrer ainda é longo.

No Índice de Desigualdade de Género das Nações Unidas, que mede a saúde, a participação no mundo laboral e o acesso a oportunidades, Moçambique está na posição 136, num total de 160 países.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Dia Internacional da Mulher marcado por manifestações

Mulheres trabalham mais mas ganham menos que os homens na UE

Mais mulheres nos Olímpicos de 2022