Última hora

Última hora

Irlanda do Norte: entre o "turismo sombrio" e o Brexit

Irlanda do Norte: entre o "turismo sombrio" e o Brexit
Tamanho do texto Aa Aa

A Irlanda do Norte é aquilo a que se chama uma "sociedade pós-conflito". Durante grande parte do século 20, os visitantes não se aventuravam aqui.

Mas parte do processo de paz tem sido o desenvolvimento de novas indústrias. Uma delas é aquilo a que se chama "dark tourism" - ou "turismo sombrio" - que consistem em visitar locais que, como Auschwitz ou Chernobyl, mostram alguns dos piores capítulos da História mundial.

Apesar dos programas de reconciliação, Belfast é uma cidade onde existem profundos fossos entre católicos e protestantes.

Mark Neil era condutor de táxi durante o conflito e agora propõe visitas guiadas da parte ocidental da cidade, onde a história dos chamados "troubles" está patente em cada esquina.

No final da visita, perguntámos-lhe se receia um reavivar das tensões.

Mark Neil, N.I. Black Taxi Tours: "As pessoas chegaram tão longe e não querem voltar aos dias sombrios do conflito, querem o melhor para os seus filhos e querem paz."

Mas o otimismo não é partilhado por todos. A empresa de Mark Wylie oferece visitas a pé do centro de Belfast. Pelo caminho, passa-se pelos locais de assassinatos, bombas e sequestros. Recentemente, foram obrigados a alterar o argumento final da visita.

Mark Wylie, DC Tours Belfast: "Até ao ano passado, costumava dizer, no fim da visita, que as probabilidades de um voto sobre a fronteira tinham ficado 20 anos no passado e que havia provavelmente menos de 30 por cento que apoiariam a reunificação da Irlanda. Mas nos últimos meses foram realizadas sondagens bastante precisas, que mostram que, face à possibilidade de um Brexit sem acordo, o apoio à reunificação é agora de mais de 50 por cento."

Vincent McAviney, euronews: "Nas duas décadas desde que o Acordo de Sexta-Feira Santa foi assinado, ambas as comunidades tem trabalhado arduamente pela reconciliação e também têm tentado deixar para trás o passado e mostrar de que mais é feita a Irlanda do Norte. Foi aqui que o Titanic - o mais luxuoso navio de cruzeiro da história - foi construído e é agora o local de um museu que atrai visitantes de todo o mundo. E, a curta distância, há armazéns onde é filmada uma parte da Guerra dos Tronos, a mais popular das séries televisivas. A Irlanda do Norte é atualmente um viveiro de produção televisiva e cinematográfica. Aqui, as pessoas acreditam que este é o futuro risonho para o qual caminhavam desde a assinatura do acordo de paz, mas agora concordam em que o Brexit põe isso em perigo e é uma linha de divisão que não precisavam."