Última hora
This content is not available in your region

Zuckerberg quer mais privacidade para as redes sociais

euronews_icons_loading
Zuckerberg quer mais privacidade para as redes sociais
Tamanho do texto Aa Aa

Os usuários pediram, Mark Zuckerberg está disposto a dar. O criador do Facebook recorreu à própria rede social para anunciar que o futuro passa por mais privacidade.

A empresa está a trabalhar na encriptação dos serviços de mensagens das plataformas Facebook e Instagram, à semelhança do que já acontece com o Whatsapp. Os planos passam também por integrar os três serviços de mensagens.

Sem uma data prevista para que tudo aconteça, Zuckerberg admite que as mudanças que se avizinham podem não agradar a todos. As alterações nas plataformas implicam uma limitação no acesso às mensagens por parte das autoridades e uma menor capacidade de gerar lucro através de publicidade direcionada.

No entanto, garante, o mais importante é ver os utilizadores satisfeitos.