A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Boeing 737 Max ficam em terra por tempo indeterminado

Boeing 737 Max ficam em terra por tempo indeterminado
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os 371 aviões que compõem a frota da Boeing 737 Max ficarão em terra por tempo indeterminado. O anúncio foi feito pelo gigante da aviação norte-americano e vai ao encontro da suspensão decretada pouco antes por Donald Trump.

A Agência Europeia para a Segurança da Aviação também já tinha encerrado o espaço aéreo europeu aos Boeing 737 Max. Apesar de sublinhar que mantém total confiança na aeronave, a Boeing refere que tomou a decisão apenas por precaução.

A decisão surge na sequência das investigações à queda do voo da Ethiopian Airlines, que provocou 157 mortos no domingo. O segundo a envolver um Boeing 737 Max no espaço de cinco meses, depois da queda de um avião na Indonésia em outubro ter provocado 189 mortos.