Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Corbyn determinado em evitar ausência de acordo

Corbyn determinado em evitar ausência de acordo
Tamanho do texto Aa Aa

O líder da oposição britânica marcou presença esta quinta-feira em Bruxelas quando falta uma semana para a saída do Reino Unido da União Europeia. Jeremy Corbyn reforçou a necessidade de evitar a ausência de um acordo.

''Estamos determinados em encontrar um consenso que evite uma ausência de acordo criando uma relação futura construtiva com a União Europeia que possa ser negociada durante um período extenso. Os encontros desta manhã foram positivos e fizemos aquilo que o governo devia estar a fazer em vez de insistir num acordo que já foi rejeitado duas vezes no parlamento britânico, em vez disso procuramos uma alternativa construtiva que foi exatamente o que disse á primeira-ministra nas minhas conversas com ela", disse Corbyn no final de um encontro na Comissão Europeia.

Uma das opções sobre a mesa é o Reino Unido ficar na União Aduaneira. Um segundo referendo também não foi excluído. O líder trabalhista recusou-se a avançar com detalhes.

''Nas propostas avançadas durante a conferência do ano passado, exigimos a opção de dar ao povo britânico um voto complementar no final do processo negocial. Agora estamos a considerar que propostas colocamos perante o parlamento britânico na próxima semana.
É por isso que tivemos este longo processo de consultas", disse.

Entretanto, longe de Bruxelas, no Reino Unido multiplicam-se as ações para inverter a saída do Reino Unido da União Europeia. Uma petição à primeira-ministra Theresa May no sentido de revogar o Artigo 50 ultrapassou um milhão de assinaturas no espaço de poucas horas.