Última hora

Última hora

Parlamento britânico assume controlo do Brexit

Parlamento britânico assume controlo do Brexit
Direitos de autor
©UK Parliament/Jessica Taylor/Handout via REUTERS
Tamanho do texto Aa Aa

A Câmara dos Comuns aprovou, esta segunda-feira, uma emenda que dá ao parlamento preferência sobre o governo de May para definir a agenda dos trabalhos desta quarta-feira. Com uma série de votos indicativos, os deputados vão poder deliberar sobre várias opções ao acordo que está em cima da mesa. Um "Brexit mais suave" com uma união aduaneira, uma saída sem acordo ou até um novo referendo devem ser analisados pelos deputados.

A proposta interpartidária, encabeçada pelo conservador Oliver Letwin, foi aplaudida pelo líder dos trabalhistas. Jeremy Corbyn considera o trabalho de May neste dossier “uma vergonha nacional”.

_"Tenho de felicitar a Assembleia por ter assumido o controlo. A abordagem do governo tem sido uma falha abjeta e esta assembleia deve agora encontrar uma solução. Não sabemos o que vai ser decidido na quarta-feira mas sei que há muitos membros desta casa que têm trabalhado para soluções alternativas e devemos debatê-las para encontrar um consenso ".
_

Theresa May não desiste do texto que negociou com Bruxelas e espera trazê-lo de volta para uma terceira votação. Considera o acordo um compromisso com a democracia, com o resultado do referendo e com quem votou contra a saída.

May diz estar “cética” em relação aos bons resultados deste novo processo e afirma que “nenhum Governo pode passar um cheque em branco sem saber o que vai aprovar”. Lembra ainda as condições da extensão do prazo de saída concedida pelos 27: se a câmara não aprovar o acordo, o Reino Unido sai no próximo dia 12 de abril.