Última hora

Deputados britânicos votam alternativas ao Brexit de May

Deputados britânicos votam alternativas ao Brexit de May
Tamanho do texto Aa Aa

"Todas as atenções estão viradas para o Parlamento Britânico", afirmou Michel Barnier. A análise do negociador-chefe da União Europeia (UE) para o Brexit sobre a atualidade reflete a tensão vivida nas últimas horas em Westminster, depois de os parlamentares terem tomado controlo do processo de saída da UE por parte do Reino Unido e admitirem várias opções para por um ponto final no Brexit.

Por seu lado, Theresa May ainda acredita num acordo. A - cada vez mais sozinha - primeira-ministra mantém o objetivo de levar a Câmara dos Comuns a uma terceira votação do documento. Um cenário já descartado pelo presidente do Parlamento, caso não haja alterações significativas desde o último escrutínio.

E o Brexit fica assim com o capítulo final por escrever. Aos deputados cabe agora decidir se:

  • saem sem acordo;
  • permanecem na União Aduaneira;

  • optam por uma "saída à norueguesa", também conhecida como a solução "common market 2.0", em que o Reino Unido aprova o acordo de May e renegocia a Declaração Política, estabelecendo uma relação com a UE semelhante à da Noruega. No final do período de transição, no fim de 2020, ingressaria na Associação Europeia de Comércio Livre (EFTA) e no Espaço Económico Europeu (EEE);

  • realizam um segundo referendo;
  • revogam o artigo 50.º, que determina o alargamento do prazo de saída.

Todas as opções estão em cima da mesa. Todas, menos a do acordo proposto por Theresa May.

"É o meu acordo ou nada", tem-nos dito a primeira-ministra. Esta é a primeira oportunidade do Parlamento para assumir responsabilidade, para demonstrar capacidade de liderança, após o falhanço do governo", afirma Hilary Benn, deputado trabalhista e presidente do Comité do Reino Unido para a saída da UE.

Os deputados britânicos votam esta quarta-feira as alternativas ao Brexit de May. E cada um pode escolher várias opções em simultâneo, o que pode levar a nenhuma maioria ou a várias

Ou seja, o Brexit pode ainda estar longe de um final feliz, ou mesmo de um final.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.