Última hora

Última hora

Navio sequestrado por migrantes chega a Malta

Navio sequestrado por migrantes chega a Malta
Direitos de autor
REUTERS/Darrin Zammit Lupi
Tamanho do texto Aa Aa

Um navio cisterna sequestrado ao largo da Líbia por um grupo de migrantes chegou esta quinta-feira ao porto de Valeta, em Malta.

As forças especiais maltesas tinham procedido a uma abordagem durante a manhã para recuperar o controlo da embarcação, com 108 migrantes a bordo, incluíndo três dezenas de mulheres e crianças.

Keith Demicolli, jornalista da Televisão Malta, explicou que "entre os migrantes, há crianças, famílias, pessoas inocentes que serão tratadas como requerentes de asilo. Mas o pequeno grupo que alegadamente sequestrou o navio, cujo capitão afirmou por várias vezes às forças maltesas que não estava em controlo, deverá ser julgado".

O navio cisterna resgatou os migrantes esta quarta-feira quando derivavam num barco em más condições ao largo da Líbia. O sequestro terá acontecido quando se tornou claro que o capitão pretendia reencaminhar os migrantes para território líbio.

De momento, não se sabe quantos migrantes participaram ativamente na tomada de controlo da embarcação.

Feroz defensor de políticas anti-imigração, o ministro do Interior italiano Matteo Salvini tinha afirmado que o seu país não abriria os portos a "criminosos" que cometeram um ato de pirataria.

Uma posição sem surpresas, já que Salvini já fechou várias vezes os portos mesmo a embarcações europeias que trabalham com ONGs que resgatam migrantes no Mediterrâneo.