Última hora

Última hora

PPE elege segurança como prioridade na campanha

PPE elege segurança como prioridade na campanha
Direitos de autor
REUTERS/Andreas Gebert
Tamanho do texto Aa Aa

Segurança, inovação e Estado de direito. Estas são as prioridades do candidato a presidente da comissão europeia pelo Partido Popular Europeia (PPE), Manfred Weber. O eurodeputado alemão apresentou-as, quarta-feira, em Bruxelas, no lançamento oficial da campanha eleitoral.

"O primeiro pilar deve ser uma Europa forte. Isso significa lutar contra o terrorismo e tornar obrigatória a troca de informações entre as agências que trabalham na luta contra o terrorismo, bem como ter melhor cooperação entre os serviços secretos. Lamento, mas ultra secretismo não pode conduzir, no futuro, a menor segurança", disse Weber.

Uma dificuldade é a gestão das forças nacionalistas dentro desta família de centro-direita, que tem atualmente a maioria dos assentos no Parlamento Europeu.

"Manfred Weber uniu o PPE de forma excelente, há cinco anos, foi muito bem sucedido. Provou que pode lidar com pessoas diferentes, encontrar compromissos e soluções pró-europeias. Foi por isso que o nomeámos candidato a presidente da Comissão Europeia", afirmou o Elmar Brok, eurodeputado de centro-direita alemão.

"Devo dizer que a forma como Weber lidou com as questões do Estado de direito é muito questionável, nomeadamente o caso da Hungria. O partido húngaro está suspenso no PPE, mas os seus eurodeputados continuam a ter todos os poderes de voto no grupo parlamentar. Ele é uma pessoa com a qual se pode trabalhar, mas é preciso ter mais carisma par se ser líder da Comissão Europeia"m disse Sven Giegold, eurodeputado ecologista alemão.

A chanceler alemã Angela Merkel foi decisiva na escolha do candidato para aquela que é a instituição com mais poder executivo na União Europeia.