Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Confrontos entre migrantes e polícias no norte

Confrontos entre migrantes e polícias no norte
Direitos de autor
REUTERS/Alexandros Avramidis
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de migrantes concentraram-se numa localidade do norte Grécia para tentarem seguir caminho rumo a outros países da União Europeia. A polícia foi obrigada a intervir e esta sexta-feira dispersou a multidão com recurso a gás lacrimogéneo. Rumores espalhados pelas redes sociais motivaram a concentração.

"Informaram-no que as fronteiras estavam abertas? É que as fronteiras mantêm-se fechadas" - questiona o enviado da Euronews, Akis Tatsis.

"Sabemos isso. Está fechada. Mas tentámos a nossa sorte. Chamámos os nossos amigos do Afeganistão, do Iraque, de qualquer país, refugiados. Se ficarmos aqui vamos dizer-lhes para virem ter connosco. Temos de seguir caminho. Nós não queremos ficar na Grécia" - responde Mevan.

Notícias falsas espalhadas pela internet indicavam a criação de um corredor organizado que permitiria aos migrantes rumar à Albânia.

"A presença policial é enorme e a situação permanece bastante tensa. Esta quinta-feira registaram-se confrontos intensos entre os refugiados que acamparam em Diavata e a polícia que cercou o local" - explica Akis Tatsis.

Com a chegada da primavera e o fim do frio crescem os fluxos migratórios através das montanhas dos Balcãs. O desejo de rumar a norte leva os migrantes a manifestações como a desta sexta-feira na principal estação ferroviária de Atenas, com dezenas de migrantes a bloquearem a circulação.