A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Dezenas de mortos e feridos em confrontos na Líbia

Dezenas de mortos e feridos em confrontos na Líbia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Exército Nacional Líbio diz ter alcançando os arredores a sul de Tripoli e assumido o controlo do aeroporto internacional. As autoridades negam a versão do grupo opositor sob o comando do marechal Khalifa Haftar e evidenciam a fricção entre as partes que se tem vindo a agravar, apesar dos apelos de tréguas por parte das Nações Unidas.

Apoiado pela comunidade internacional, o Governo líbio de União Nacional deu conta de pelo menos 21 mortos e 27 feridos na sequência de confrontos violentos registados este domingo com as forças de Haftar, que controlam o leste e o sul e querem tomar a capital.

O cenário periclitante de instabilidade faz temer uma guerra civil, ainda que alguns analistas políticos duvidem das reais capacidades da ofensiva empreendida pelo marechal.

"Não vejo qualquer falta de intenção das tropas de Haftar. Preocupa-me mais a capacidade. É nesse ponto que não estou certo se as forças dele estão à altura do desafio. Conseguiu assumir o controlo de grande parte do sudoeste, facilmente. Em Tripoli vai enfrentar muita resistência. Por isso, estamos perante um cenário de conflito longo e prolongado", sublinha Kamran Bokhari, diretor do Centro para a Política Global.

Imagens divulgadas através das redes sociais mostram o que parece ser uma embarcação americana a aproximar-se, a parar na praia da cidade de Janzour, perto de Tripoli, e a abandonar o local.

Este domingo, o Exército dos EUA anunciou a retirada provisória dos militares no terreno por causa dos combates.