Última hora

Venezuela dividida

Venezuela dividida
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Juan Guaidó convocou a manifestação "Contra a Obscuridade" nas redes sociais.

Na marcha de apoio ao “autoproclamado presidente interino do país”, os manifestantes lembraram os cortes de energia e o acesso limitado à água das últimas semanas e exigiram uma mudança de regime no país.

Juan Guaidó sublinhou que para além de exigirem os bens essenciais os venezuelanos pedem liberdade, democracia, alimentos, um futuro e educação.

A outra manifestação, “Pela Defesa da Pátria”, foi convocada na conta do Twitter de Nicolás Maduro.

Perante a multidão, o presidente deixou uma mensagem a Donald Trump. Garantiu que o povo venezuelano vai continuar a derrotar o presidente norte-americano e as sanções de Washington e afirmou que Trump não conseguiu nem vai conseguir derrotar a Venezuela.

No comício em Caracas, Maduro voltou a pedir ao México, Uruguai e Bolívia para retomarem a iniciativa de diálogo pela paz no país.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.