A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

PSOE poderá vencer legislativas em Espanha mas com alianças

PSOE poderá vencer legislativas em Espanha mas com alianças
Direitos de autor
REUTERS/Toby Melville
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Partido Socialista (PSOE), de Pedro Sánchez, poderá, em teoria, vencer as eleições legislativas de 28 de abril, em Espanha, mas precisará de fazer alianças.

É o que revela uma sondagem do polémico Centro de Investigações Sociológicas (CIS), divulgada esta terça-feira. Aponta para 30,2% das intenções de voto, entre 128-138 lugares no Congresso de Deputados, com 350 assentos.

Uma vantagem de 13 pontos percentuais em relação ao Partido Popular (PP), de Pablo Casado, que se ficaria pela segunda posição, atrás do PSOE, com 17,2% dos votos e 76 lugares.

A queda do PP explica-se, em parte, pelo tombo no País Basco e na Catalunha, onde a Esquerda Republicana (ERC), do detido Oriol Junqueras, poderia duplicar no número de deputados.

Desta vez os socialistas não precisariam do apoio dos independentistas para governar. Conseguiriam a maioria absoluta através de um entendimento com a coligação Unidas Podemos, de Pablo Iglesias, e partidos regionais como o Nacionalista Basco e Compromís.

Outra possibilidade seria uma aliança à direita com o Ciudadanos, mas o líder Pablo Rivera disse que não apoiaria Sánchez. De acordo com a sondagem, o Ciudadanos seria a terceira força política apesar da coligação Unidas Podemos também lutar pelo lugar a par do partido de extrema-direita Vox. A formação entraria pela primeira vez no Congresso com uma estimativa de entre 29 e 37 deputados.

É preciso, no entanto, considerar que a sondagem aponta para uma percentagem de indecisos de 41,5%.