A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

França: Governo mobiliza sete mil polícias para manifestações de 1 de maio

França: Governo mobiliza sete mil polícias para manifestações de 1 de maio
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O governo francês teme um dia violento neste 'primeiro de maio' e decidiu mobilizar 7 mil polícias para evitar confrontos maiores nas manifestações que estão agendadas pelos sindicados.

Os desfiles de protesto são habituais no dia 1 de maio, mas este ano as autoridades francesas rceberam informação de que haverá centenas de ativistas radicais infiltrados nas manifestações.

O ministro da Administração interna deixou um apelo a todos os manifestantes: "O dia 1 de maio é o dia da festa do Trabalho, não o dia da violência", disse Christophe Castaner. "Gostaria que os sindicatos - todos os que têm convicções sinceras - se expressem livremente. E, para esse fim, garantiremos que todos os que procuram violência e caos vão ser impedidos de o fazer, detidos e julgados.", concluiu o ministro.

No ano passado, mais de 14 mil pessoas participaram no desfile de 1 de maio, dia que também ficou marcado também por atos de vandalismo nos arredores da capital, como montras de lojas partidos.

Este ano, para evitar o mesmo cenário, grande parte do comércio da capital estará de portas fechadas. Encerradas também estão mais de 20 estações de comboio e de metro durante toda a manhã.