A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"É melhor reformar do que destruir a UE"

"É melhor reformar do que destruir a UE"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Manfred Weber está determinado a combater o nacionalismo na Europa. O líder do Partido Popular Europeu reconhece que "o nacionalismo regressou" e que "aqueles que apelam a uma perspectiva egoísta têm uma voz forte no debate neste momento". Mas diz também que apesar de ser "uma tragédia", o Brexit veio ajudar os europeistas "porque as pessoas vêem o que acontece com o voto populista, se votarem pela saída da União Europeia. Dá-nos uma indicação clara de que é mil vezes melhor reformar a Europa do que sair ou destruir a União Europeia."

Manfred Weber afirma que é tempo de concentrar atenções e energias a construir uma nova fase; um novo capítulo para a União Europeia. "Vivemos na última década, nos últimos 10 anos, três grandes momentos de crise. A crise do Euro, a crise das migrações e o Brexit. Três questões que monopolizaram muitos dos nossos recursos. Temos de por fim a esta crise de liderança e abrir um novo capítulo de optimismo para o futuro," diz.

Manfred Weber lidera a lista da CDU alemã ao Parlamento Europeu numa altura em que o PPE enfrenta o risco de perder o estatuto de maior grupo parlamentar no hemiciclo da Europa. A possibilidade de saída do Fidéz, de Viktor Orbán, da família e a constituição de um novo grupo de extrema direita são a principal ameaça.