Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

"É melhor reformar do que destruir a UE"

"É melhor reformar do que destruir a UE"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Manfred Weber está determinado a combater o nacionalismo na Europa. O líder do Partido Popular Europeu reconhece que "o nacionalismo regressou" e que "aqueles que apelam a uma perspectiva egoísta têm uma voz forte no debate neste momento". Mas diz também que apesar de ser "uma tragédia", o Brexit veio ajudar os europeistas "porque as pessoas vêem o que acontece com o voto populista, se votarem pela saída da União Europeia. Dá-nos uma indicação clara de que é mil vezes melhor reformar a Europa do que sair ou destruir a União Europeia."

Manfred Weber afirma que é tempo de concentrar atenções e energias a construir uma nova fase; um novo capítulo para a União Europeia. "Vivemos na última década, nos últimos 10 anos, três grandes momentos de crise. A crise do Euro, a crise das migrações e o Brexit. Três questões que monopolizaram muitos dos nossos recursos. Temos de por fim a esta crise de liderança e abrir um novo capítulo de optimismo para o futuro," diz.

Manfred Weber lidera a lista da CDU alemã ao Parlamento Europeu numa altura em que o PPE enfrenta o risco de perder o estatuto de maior grupo parlamentar no hemiciclo da Europa. A possibilidade de saída do Fidéz, de Viktor Orbán, da família e a constituição de um novo grupo de extrema direita são a principal ameaça.