A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Líder do PPE recusa parcerias com eurocéticos

Líder do PPE recusa parcerias com eurocéticos
Direitos de autor
REUTERS/Andreas Gebert
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O líder do PPE, Partido Popular Europeu, recusa parcerias com as formações eurocéticas.

Reagindo ao resultado das eleições europeias, Manfred Weber, afirma que apesar de ter perdido lugares está disposto a dialogar com as restantes forças políticas representadas no hemiciclo.

"Estamos preparados para dialogar. Vou sentar-me com os diferentes partidos. Vou reunir-me com os Sociais-Democratas, Liberais, Verdes e aqueles do nosso grupo, o Partido Popular Europeu. Nós, o PPE, defendemos a estabilidade. Isto significa que a cooperação com a extrema-direita ou esquerda, que repudiam a Europa, que não apoiam o projeto do Parlamento Europeu, recusamos categoricamente qualquer parceria com estes partidos", disse Manfred Weber.

O Partido Popular Europeu conquistou pelo menos 180 assentos parlamentares mantendo-se como o principal grupo político no parlamento europeu.

A média da afluência às urnas por toda a União Europeia atingiu praticamente 51%, o melhor resultado dos últimos vinte anos.