A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Na rua pelo clima e pela justiça social

Na rua pelo clima e pela justiça social
Direitos de autor
REUTERS/Simon Dawson
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas sairam à rua em Bruxelas para exigir medidas concretas no combate às alterações climáticas e pela justiça social, a duas semanas das eleições gerais na Bélgica, que coincidem com as eleições europeias.

Brieuc Wathelet, porta-voz da Campanha Tam Tam - que regrupa os coletivos e associações organizadores da marcha - explica que "em termos do clima, [querem] um investimento de 4 mil milhões de euros em comboios e metros, em termos sociais, salários e pensões iguais para homens e mulheres e, para a saúde, uma melhor regulação dos preços dos medicamentos".

Segundo as autoridades, a marcha em Bruxelas reuniu 17.000 pessoas. Durante o protesto, um "funeral" encenado destacava a urgência para o planeta.

Uma manifestante explica que "é o planeta, o clima e todas as criaturas vivas, que são hoje enterradas. É preciso chocar as pessoas".

Uma manifestação com eco em Londres, onde mães e crianças aproveitaram a celebração do Dia da Mãe no Reino Unido para desfilar em defesa do Clima.

Uma manifestante diz que "é uma prioridade. Os políticos precisam de perceber a importância e precisamos de agir agora".

Holanda, Espanha ou República Checa foram outros dos países onde foram organizados desfiles semelhantes.