Independentistas catalães juram obediência à Constituição espanhola

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques  com EFE
Independentista catalão Oriol Junqueras ao lado de Gabriel Rufian, do ERC
Independentista catalão Oriol Junqueras ao lado de Gabriel Rufian, do ERC   -   Direitos de autor  Bernat Armangue/via REUTERS   -   Jailed Catalan politician Oriol Junqueras seats next to Catalan Republican Left (ERC) party member Gabriel Rufian

A colocação dos quatro deputados catalães presos preventivamente e dos 24 deputados do partido nacionalista VOX atrás dos membros do governo marcou esta terça-feira a primeira sessão da XIII legislatura do Congresso espanhol.

Normalmente, aquela bancada é reservada aos socialistas, mas esta colocação surpreendente foi possível porque nas primeiras sessões do Congresso não existem assentos designados, o que só acontece após a constituição da Mesa da Câmara baixa.

Os independentistas, aos quais se junta o eleito senador Raul Romeva, foram libertados temporariamente da prisão para poderem apresentar-se no Parlamento e jurar obediência à Constituição espanhola, a mesma da qual querem retirar a Catalunha.

O juramento é condição obrigatória para poderem assumir as funções de deputados e senador para as quais foram eleitos.

Este novo Parlamento espanhol integra o maior número de deputadas da sua história. Serão 166 as mulheres com assento e voz numa assembleia onde mais de 60 por cento dos eleitos se estreiam.

A idade média do parlamento, tal como na anterior legislatura, mantém-se nos 47 anos.

Outras fontes • El País