A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Eleições europeias criam novo equilíbrio de forças no PE

Eleições europeias criam novo equilíbrio de forças no PE
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O resultado das eleições europeias determina uma nova correlação de forças no parlamento europeu.

Socialistas e Populares mantêm-se como as maiores forças políticas mas terão que formar novas alianças.

Os Verdes viram a sua posição reforçada no parlamento e os Liberais Democratas passam a constituir a terceira força política no hemiciclo que conta com 751 lugares.

As forças nacionalistas também ganharam espaço nomeadamente através da vitória no Reino Unido, França e Itália.

Estas eleições foram ainda as mais expressivas dos últimos 20 anos. A afluência às urnas aumentou em alguns países embora em outros, como é o caso de Portugal, apenas três em cada dez pessoas votaram.

Portugal, tal como Espanha, contrariou a tendência de derrota dos socialistas. O PS de António Costa foi o partido mais votado, com 33% dos votos.

O PSD não foi além de 22% e o Bloco conquistou o terceiro lugar.