Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Eleições europeias criam novo equilíbrio de forças no PE

Eleições europeias criam novo equilíbrio de forças no PE
Tamanho do texto Aa Aa

O resultado das eleições europeias determina uma nova correlação de forças no parlamento europeu.

Socialistas e Populares mantêm-se como as maiores forças políticas mas terão que formar novas alianças.

Os Verdes viram a sua posição reforçada no parlamento e os Liberais Democratas passam a constituir a terceira força política no hemiciclo que conta com 751 lugares.

As forças nacionalistas também ganharam espaço nomeadamente através da vitória no Reino Unido, França e Itália.

Estas eleições foram ainda as mais expressivas dos últimos 20 anos. A afluência às urnas aumentou em alguns países embora em outros, como é o caso de Portugal, apenas três em cada dez pessoas votaram.

Portugal, tal como Espanha, contrariou a tendência de derrota dos socialistas. O PS de António Costa foi o partido mais votado, com 33% dos votos.

O PSD não foi além de 22% e o Bloco conquistou o terceiro lugar.