Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Michael Bublé está de volta: "vivi tempos difíceis"

Michael Bublé está de volta: "vivi tempos difíceis"
Tamanho do texto Aa Aa

O artista canadiano iniciou uma digressão mundial para deleite dos fãs.

Após sessenta milhões de álbuns vendidos e muitos prémios, a estrela canadiana continua a adorar cantar em palco e a interagir com o público. A euronews assistiu ao concerto de Michael Bublé em Birmingham, no Reino Unido.

"Adoro a música, adoro estar em contacto com as pessoas, adoro rir. Fui feito para isto. É uma alegria para mim. Quando subo ao palco, vê-se que é no palco que eu sou feliz", disse Michael Bublé à euronews.

Michael Bublé em entrevista à euronews

Uma nova fase da carreira

Apesar de ter sempre o mesmo prazer em palco, o artista canadiano afirma que evolui na forma de estar diante do público.

"Costumava incarnar duas personagens, o amigo, o filho e o pai, fora do palco e, depois, tornava-me num herói no palco. Era um alter-ego, alguém mais cool do que eu, mais forte, talvez um pouco mais distante. Eu vivi muitas coisas difíceis na minha vida. Começo agora a sentir-me melhor. A personagem em palco começa a transformar-se no verdadeiro Michael", confessou o artista.

Uma das chaves para viver bem é viver o momento.
Michael Bublé
cantor

O repertório de Michael Bublé inclui grandes sucessos da música norte-americana do século XX. "Fico sempre surpreendido pelo facto do repertório norte-americano não fascinar tanto outros artistas como me fascinou a mim, porque é um repertório muito bom", sublinhou Bublé.

"Muitas dessas canções falam de amor, de saudade, de corações partidos e de sexo. São coisas que todos entendemos e é por isso que cem anos depois, continuam a ser relevantes. Adoro agarrar numa canção e imaginá-la de outra forma", acrescentou o artista canadiano.

O repertório norte-americano

Além de interpretar temas célebres de outros artistas, Michael Bublé escreve canções originais. Em 2009, o single "Haven't met you yet" tornou-se num dos seus grandes sucessos.

"Quando olho para o passado, sinto-me orgulhoso porque me dou conta de que escrevi muitas canções belas. É estranho olhar para trás e ouvir "Home", "Haven't met you yet", "Everything" e "Lost". Quando oiço essas canções sou transportado para o passado, para a pessoa que fui. É como uma outra vida", disse Michael Bublé.

"Vivi tempos difíceis"

"Na minha vida, vivi tempos difíceis, o que me dá uma maior capacidade para apreciar os bons momentos. Uma das chaves para viver bem é viver o momento, e fazê-lo com bondade e integridade", concluiu o artista canadiano.

A digressão mundial de Michael Bublé termina a 10 de novembro em Munique na Alemanha. Para Lisboa estão previstos dois concertos, a 30 de setembro e 1 de outubro de 2019.