A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Pompeo diz que EUA e UE partilham visão sobre o Irão

Pompeo diz que EUA e UE partilham visão sobre o Irão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A euronews entrevistou o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, durante a sua visita à Holanda. O chefe da diplomacia norte-americana disse, no domingo, que o seu país está disponível para discussões incondicionais com o Irão, num um esforço para aliviar a tensão que aumentou no último mês. O enviado especial da euronews questionou Pompeo sobre o que coloca EUA e União Europeia (UE) em oposição no que ao Irão diz respeito.

Mike Pompeo/secretário de Estado dos EUA: "Não há no que toca ao núcleo, em absoluto. Na verdade, falei com o chefe da diplomacia britânica, Jeremy Hunt, que disse, ontem, que partilhamos uma visão comum sobre a ameaça que é o Irão. Nós abandonamos o acordo nuclear com o Irão porque temos uma análise diferente da europeia sobre a melhor forma de impedir que o Irão desenvolva sistema de armas nucleares. Sobre essa questão técnica há desacordo, mas penso que o risco é visto pelos europeus e norte-americanos da mesma maneira, partilhamos uma visão muito comum sobre isso".

Face à visita do presidente dos EUA, Donald Trump, ao Reino Unido, esta semana, o acordo comercial depois do Brexit é um tema que domina agenda diplomática. A euronews quis saber se esse acordo comercial é uma prioridade para Washington.

Mike Pompeo/secretário de Estado dos EUA: "Bem, temos que ver como o Brexit se concretiza, tal como foi pedido pelo povo britânico. Temos de facto a intenção de trabalhar num acordo de livre comércio que seja justo, recíproco, com base na confiança mútua e, em seguida, vamos ambos fazer crescer as nossas economias".

Pompeo não quis adiantar detalhes sobre o momento para começar a negociar, mas a verdade é que o Reino Unido é um das principais pontes para as relações transatlânticas, que estão a um dos níveis mais baixos das últimas décadas. Afinal o presidente Trump disse que os europeus eram "inimigos", frase sobre a qual a euronews pediu um comentário.

Mike Pompeo/secretário de Estado dos EUA: "Penso que o que o presidente Trump quis dizer foi que há lugares onde a economia dos EUA não está a ser tratada de forma justa. Saberá que não podemos vender os nossos produtos agrícolas na maioria dos países da UE, embora a UE possa vender os seus produtos nos EUA. Isso não é justo, não é recíproco. Ninguém pensaria em manter um regime comercial que permita que isso continue a acontecer. "

A entrevista alargada pode ser vista no programa Global Conversation, com estreia quarta-feira, às 19h50, hora de Lisboa.